contato | anuncie  
 
 
últimas notícias
agenda de shows
lançamentos
arquivo
cadastre-se
assine
fale conosco
quem somos
Lançamentos de CD´s e DVD´s
Celso Salim
Por Helton Ribeiro

Clique Para ampliar! To the End of Time
GRV

O guitarrista brasiliense, que morou muitos anos em São Paulo, é mais um que partiu para carreira internacional. Mora há seis meses em Los Angeles e já obteve grandes conquistas na terra do blues. O novo CD está disputando a fase final do 14º prêmio Independent Music Awards (IMA), cujo júri inclui a cantora Sharon Jones e o guitarrista Kenny Wayne Sheppherd. Ele concorre em duas categorias, "álbum de blues" e "jazz com vocais" (esta, com a faixa “Leave it to the moon”). Também há votação popular; se você quiser participar, acesse os links em www.celsosalim.net.

Além disso ele abriu shows do Canned Heat em Los Angeles e Long Beach, em meados de julho. A banda que montou na Califórnia reúne músicos que já tocaram com John Mayall, Bo Diddley, Mick Taylor, Leon Russell, Paul Butterfield e Robben Ford.

Seu novo CD foi gravado ainda no Brasil, com Rodrigo Mantovani (baixo) e o americano Jason Sterling (bateria). Celso toca mandolim e dobro, além da guitarra. Os convidados são todos também de primeiro nível: Ari Borger (piano e órgão), o americano Darryl Carriere (gaita), Rafael Cury e Bia Marchese (vocais), Denilson Martins (sax) e Sidmar Vieira (trompete) e Humberto Zigler (bateria e percussão).

A sonoridade, em grande parte, inspira-se em um período pouco difundido no Brasil, o do final dos anos 40, quando a guitarra elétrica (ainda semiacústica) começou a ser introduzida em Chicago, principalmente por Big Bill Broonzy. Mas as influências são variadas e sutis, passando por Eric Clapton (a faixa título, uma bela “blues ballad”), Jimmy Reed (“Red light blues”), Delta blues (“It’s just to bad”), além de Elmore James, de quem gravou “Talk to me baby”.

“It’s just to bad” (de Barbecue Bob) e “Liquor store blues” (Sleepy John Estes) vão ainda mais longe, resgatando o velho som das jug bands. “Leave it to the moon”, a faixa que concorre ao IMA, é um blues jazzístico, com leve pitada de soul na voz da convidada Bia Marchese.

Em um CD centrado em boas composições e arranjos, “Devil in you” (uma daquelas baladas de fazer chorar) e “Old blues goodbye” dão mais espaço para Celso mostrar seu talento como guitarrista em longos solos. Merece ganhar o prêmio.

______________________
Publicado em 28/07/15
mais relacionadas
:: JEFFERSON GONÇALVES
:: CRISTIAN RIGON
:: NICO SMOLJAN & SHAKEDANCERS
:: HAMLETO STAMATO TRIO
:: ARI BORGER
:: ORIPE
:: ARTUR MENEZES
:: Celso Salim
:: Rio Grande
:: ÂNGELO NANI & BLUES GROOVERS
 
50
  Gary Brown, de New Orleans, no dia 21
O saxofonista Gary Brown, de New Orleans, volta ao palco da casa para show único em 21 de dezembro. Ele é sempre garantia de suces...
  FESTA