Blues nacional brilha no exterior

 

 

 

   Cada vez mais músicos de blues brasileiros recebem elogios e fazem turnês no exterior. O organista e pianista Ari Borger, de São Paulo, foi aplaudido por duas das maiores revistas do gênero, a americana Blues Revue e a canadense Real Blues. O gaitista Big Chico ganhou cinco páginas na revista belga Back to the Roots. E o guitarrista carioca Big Gilson, que está em turnê pelo Canadá, renovou o apoio da Marshall, uma das mais renomadas marcas de amplificadores.

   Ari Borger recebeu críticas entusiásticas de seu segundo CD, AB4. A Blues Revue disse que a música é “de primeira”, e o órgão, incendiário. "É um estilo único dentro do efervescente blues brasileiro”, completou o crítico Tom Hyslop. A Real Blues o comparou a Deacon Jones, ex-organista de John Lee Hooker e Otis Rush: "A única pessoa que tem o alto nível de Ari é Deacon Jones, que sempre considerei o melhor organista vivo do mundo", disse Andy Grigg, editor da revista.

   A Back to the Roots publicou uma longa entrevista com o paulista Big Chico. Para enriquecer a matéria, o editor pediu a Rod Piazza, um dos maiores gaitistas do mundo, que opinasse sobre o brasileiro. "Big Chico tem um sopro forte e timbre robusto. Ele é um grande músico”, avalizou Piazza.

   Big Gilson, único brasileiro que tem apoio da inglesa Marshall, obteve a renovação do acordo. No site da empresa, ele está listado entre artistas como Jimi Hendrix, Jeff Beck, Gary Moore e muitos outros. Gilson agora também tem patrocínio da empresa inglesa John Hornby Skewes, que comercializa guitarras vintage (de alto padrão).

   O guitarrista está fazendo sua segunda turnê canadense neste ano, percorrendo sete cidades. Em abril, no mesmo país, ele abriu um show de Johnny Winter.

 

-----------------------------------------------

TEXTO PRODUZIDO EM 03/11/08

 

 

 

Ari Borger

 

Big Chico (foto: João Ballas)

 

Big Gilson (foto: Leão Leibovich)

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz