As mortes de Ike Turner e Márcio Montarroyos

O astro do rhythm & blues Ike Turner e o trompetista Márcio Montarroyos morreram no mesmo dia, 12 de dezembro.

 

Ike Turner

   Turner morreu em casa, na grande San Diego (Califórnia), de causa não revelada. Ele tinha 76 anos. Injustamente mais conhecido como “o ex-marido que espancava Tina Turner”, Ike foi um dos grandes nomes do rhythm & blues e um dos pioneiros do rock. Sua composição Rocket 88, de 1951, é considerada por muitos a primeira gravação do rock’n’roll.

   Além de ter descoberto Tina, ele deu algumas aulas de canto a Janis Joplin e empregou Jimi Hendrix por um breve período em sua banda, The Kings of Rhythm. Em homenagem a Ike, o baixista Bill Wyman batizou de Rhythm Kings seu grupo pós-Rolling Stones.

   Ike Turner era pianista, guitarrista, compositor, arranjador e bandleader. Ele nasceu em Clarksdale, no Mississipi, em cinco de novembro de 31.

   Dos anos 50 a 70, a dupla Ike & Tina Turner lançou uma série de sucessos como A fool in love, I idolize you, It's gonna work out fine, Nutbush city limits, River deep, mountain high e Proud Mary (do Creedence Clearwater Revival), com a qual Ike ganhou o Grammy.

   Ele caiu em desgraça devido às várias prisões por porte de cocaína e pela revelação de que batia em Tina. A partir dos anos 90, começou a recuperar a reputação, gravando discos elogiados e figurando em dois filmes da série “Blues”, coordenada por Martin Scorsese.

   Leia mais sobre ele na próxima edição da BLUES'n'JAZZ.

 

Montarroyos

   Um dos maiores nomes da música instrumental brasileira, o trompetista Márcio Montarroyos, morreu de câncer, no Rio de Janeiro.

   Montarroyos tocou com artistas como Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan, Nancy Wilson, Carlos Santana e Stevie Wonder. Gravou com Tom Jobim, Roberto Carlos, Milton Nascimento, Caetano Veloso e muitos outros.

   O trompetista completaria em 2008 quarenta anos de carreira. Ele estreou em 1968, no grupo A Turma da Pilantragem, com o qual gravou três discos. Em carreira solo, lançou mais oito (além de coletâneas): Sessão Nostalgia (73), Stone Alliance (77), Trompete Internacional (81), Magic Moment (82), Carioca (84), Samba Solstice (87), Terra Mater (89) e Márcio Montarroyos (95). Em 73, gravou o tema da novela Carinhoso (TV Globo).

 

 

 

 

Turner dá adeus  

(foto: Edgard Radesca)

 

 Montarroyos foi um dos maiores do instrumental brasileiro

(foto: Chico Gadelha)

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz