Dez anos de BLUES'n'JAZZ

 

 

 

Primeira revista do gênero a conseguir se consolidar no mercado editorial brasileiro, a BLUES'n'JAZZ chega a dez anos procurando sempre se aprimorar. A edição de aniversário traz um novo projeto gráfico assinado pelo designer gráfico Robério Gonçalves, com colaboração do designer gráfico Yuri Prado (baterista da Prado Blues Band).

   Mudança do logotipo, nova tipologia de fontes, aumento da largura das colunas, valorização das fotos e supressão dos anúncios nas páginas de conteúdo redacional são as mudanças mais visíveis, que tornam a revista mais bonita, moderna, leve e agradável à leitura.

   Uma nova seção, “Blue Notes”, passa a reunir notas diversas. O site da revista também terá uma seção a mais, “Vem aí”, que vai antecipar as notícias, informando em primeira mão, por exemplo, sobre CDs que serão gravados, festivais sendo planejados e outros projetos em andamento.

 

A evolução da revista

 

   Ao longo desses dez anos, várias mudanças já ocorreram. Melhoraram a diagramação, o papel, a impressão e a qualidade das fotos. O texto ficou mais conciso, sem abrir mão do conteúdo e da exatidão das informações.

   Entre as matérias já publicadas pela BLUES'n'JAZZ estão entrevistas com Charlie Musselwhite, Ronnie Earl, Roy Rogers, Steve James e os principais nomes do blues nacional; cobertura dos maiores festivais do Brasil e alguns do exterior (New Orleans, África do Sul e Barcelona); biografias dos mestres do blues; um método de gaita em capítulos, e críticas de quase mil CDs.

    O site (www.bluesnjazz.com.br) tem conteúdo exclusivo não publicado na revista: entrevistas, reportagens, notícias, galerias de fotos e dicas para gaita e guitarra. Desde sua reformulação, no ano passado, a visitação vem aumentando a cada mês (a média atual supera três mil acessos mensais). Internautas de quase quarenta países já o conheceram.

 

Da informação à ação

 

   Coerente com seu objetivo de fortalecer e trazer mais público para a cena do blues e do jazz, a revista organizou dezenas de eventos em dez cidades diferentes, nos quais tocaram John Pizzarelli, Walter Wolfman Washington, Nuno Mindelis, Blues Etílicos, Big Allanbik, André Christovam, Flávio Guimarães, Nasi, J.J. Jackson, Fernando Noronha, Solon Fishbone, Blue Jeans, Irmandade do Blues, Big Gilson, Lancaster e muitos outros. Um dos shows, no interior do Rio Grande do Sul, teve mil pessoas, e outro, no Bourbon Street (São Paulo), reuniu seiscentas.

   As festas mensais da revista no Bourbon tornaram-se uma tradição na capital paulista, com grande número de músicos confraternizando-se no palco e na platéia, e público médio de trezentas pessoas - número raro, atualmente, em shows de blues na cidade.

   Além do editor, Helton Ribeiro, a revista conta hoje com o diagramador Robério Gonçalves, os fotógrafos Edgard Radesca (diretor do Bourbon Street) e Márcio Bortolusso e o webmaster Edson Travassos, além de colaboradores eventuais. Músicos como Flávio Guimarães e Lancaster já tiveram colunas fixas na revista, e Jefferson Gonçalves assina uma no site (“Gaita Blues”).

 

   

 

A edição nº 1

 

Nova edição

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz