Resenhas Anteriores:

Gaspo "Harmônica" & Oly Jr. : "Na capa da gaita"

Manifesto Blues: "Bluz'in"

Marcelo Watanable:  "Acoustic & Eletric"

Marcelo Watanable & Rio Preto All Stars: "Black River Blues"

Hubert Sumlin: "I'm the Back door Man"

John Primer: "All right"

Adrian Flores: "Blues from the deep south"

  Wayne Shorter: "Beyond the soud Barrier"

 

 

 Count Basie - "The best of"

 (Universal)  

Por Helton Ribeiro

  

 Este, na verdade, não é um best of, mas uma compilação de apenas dois (bons) discos, Jam Session at Montreux 1975 e I told you so, do ano seguinte. No primeiro, ele lidera um pequeno grupo all stars: Milt Jackson, Roy Eldridge, Johnny Griffin, Niels Henning Pedersen e Louie Bellson. Jackson rouba a cena na jam Festival blues, onde chama atenção também o longo solo do normalmente contido Basie. Já em Billie’s bounce são Eldridge e Johnny Griffin que brilham. Nas faixas selecionadas de I told you so, o conde volta ao comando de sua big band, que reúne velhos companheiros (Freddie Green, Al Grey) e outros músicos como Curtis Fuller e Jimmy Forrest. As composições são todas do arranjador Bill Holman, que mais tarde seria famoso pelo trabalho no disco Unforgettable, de Natalie Cole. Elas abrem novos caminhos para a orquestra, particularmente em Tree Frog, onde o piano de Basie dialoga sucessivamente com cada seção dos metais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz