Resenhas Anteriores:

Gaspo "Harmônica" & Oly Jr. : "Na capa da gaita"

Manifesto Blues: "Bluz'in"

Marcelo Watanable:  "Acoustic & Eletric"

Marcelo Watanable & Rio Preto All Stars: "Black River Blues"

Hubert Sumlin: "I'm the Back door Man"

John Primer: "All right"

Adrian Flores: "Blues from the deep south"

  Wayne Shorter: "Beyond the soud Barrier"

 

 

 Nina Van Horn - "From Huntsville to Jordan"

 (Independente)  

Por Helton Ribeiro

    

     Janis Joplin não morreu. Cansada da fama, adotou um nome falso e exilou-se na França. Seu novo sucesso poderia ser Feelings for sale, primeira faixa desse CD. Brincadeiras à parte, a francesa Nina van Horn aproveita a incrível semelhança do timbre para emular o canto anasalado e rouco de Janis em faixas como a citada acima e So what?. Mas não é mera cópia. No gospel Get away Jordan ela assume um tom negróide e, em Bayou love child, soa curiosamente como se Axl Rose cantasse blues. Já Huntsville tem um acordeão dando um tempero francês. As composições, quase todas de músicos de sua banda (inclusive o guitarrista americano Neal Black), são muito boas, com refrões que grudam no ouvido. Uma delas, Goodbye New Orleans, é um comovente relato da tragédia provocada pelo furacão Katrina. Always French in bed (Sempre francesa na cama) faz um bem-humorado apelo à paz e à tolerância racial. A cereja no bolo é a participação de Lucky Peterson, um dos melhores organistas do blues contemporâneo, em três faixas. E o CD traz um DVD-bônus com o making of das gravações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz