Resenhas Anteriores:

Gaspo "Harmônica" & Oly Jr. : "Na capa da gaita"

Manifesto Blues: "Bluz'in"

Marcelo Watanable:  "Acoustic & Eletric"

Marcelo Watanable & Rio Preto All Stars: "Black River Blues"

Hubert Sumlin: "I'm the Back door Man"

John Primer: "All right"

Adrian Flores: "Blues from the deep south"

  Wayne Shorter: "Beyond the soud Barrier"

 

 

  Vários - Blues Around the World

 (Putumayo)  

Por Helton Ribeiro

    

 

   A americana Putumayo, especializada em compilações temáticas de world music, vem lançando no Brasil também seus títulos de blues e jazz (veja mais abaixo, na seção “Jazz”). Esta coletânea de world blues apresenta artistas de países como Taiwan (Long-ge), Mauritânia (Amar Sundy), Argentina (nosso conhecido Miguel Botafogo), Estados Unidos (Otis Spann, Taj Mahal, Bonnie Raitt, Eric Bibb) e... Brasil (Blues Etílicos)! A diversidade étnica vai ainda mais longe com a dupla The Unseen Guest, formada por um indiano e um irlandês – por sinal, responsável por uma das melhores faixas, a mântrica Listen my son. Em Back around, Bonnie Raitt une-se ao malinense Habib Koité para resgatar o elo perdido entre o blues e a música africana, inclusive com instrumentos típicos do Mali. O grupo espanhol Jarabe de Palo faz um caminho diferente, tomando emprestado o suingue da música cubana em La flaca. O Blues Etílicos entra com sua clássica gravação de Canceriano sem Lar. E o Chicago blues é representado com honras por Otis Spann, pianista da lendária banda de Muddy Waters, em I got a feeling. Tudo é de boa qualidade, mostrando que o velho blues soube se adaptar ao mundo globalizado do século 21.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz