Resenhas Anteriores:

Gaspo "Harmônica" & Oly Jr. : "Na capa da gaita"

Manifesto Blues: "Bluz'in"

Marcelo Watanable:  "Acoustic & Eletric"

Marcelo Watanable & Rio Preto All Stars: "Black River Blues"

Hubert Sumlin: "I'm the Back door Man"

John Primer: "All right"

Adrian Flores: "Blues from the deep south"

  Wayne Shorter: "Beyond the soud Barrier"

 

 

  Herbie Hancock - River: The Joni Letters

 (Universal)  

Por Helton Ribeiro

    

Pouco antes da morte de Charles Mingus, a cantora Joni Mitchell gravou um disco em homenagem a ele, Mingus, com uma banda só de jazzistas, entre os quais Herbie Hancock, Wayne Shorter e Jaco Pastorius. Agora é a vez de Hancock homenagear Mitchell, convidando para interpretar suas letras Norah Jones (Court and spark), Tina Turner (Edith and the kingpin), Leonard Cohen (The jungle line), a brasileira Luciana Souza (Amelia), a jovem britânica Corinne Bailey Rae (River) e a própria Mitchell (Tea leaf prophecy). Wayne Shorter, Dave Holland, Vinnie Colaiuta e o guitarrista Lionel Loueke formam a banda, com instrumentação acústica. O som é jazz e, ao mesmo tempo, não é, invadindo o segmento de pop adulto (classificação usada nos Estados Unidos para a música de Mitchell, Norah e Cohen, por exemplo). Previsivelmente, a melhor performance é a de Tina, mas Luciana também faz bonito, com a interpretação mais jazzística de todas. Se Cohen, aos 74 anos, praticamente não tem mais voz, a de Mitchell, por outro lado, ficou mais grave e bonita com a idade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz