As principais guitarras usadas tradicionalmente no blues e suas características - Parte II

Por Edson Travassos

    

 

 

Os captadores

O captador é a peça da guitarra responsável por captar a vibração das cordas e transformá-la em impulsos elétricos. Esses impulsos elétricos chegam ao amplificador e são novamente transformados em ondas sonoras.

O captador, na verdade, é uma bobina (um imã enrolado por milhares de voltas de fio de cobre) que gera um campo eletromagnético por onde as cordas passam. Ao vibrar, a corda induz uma mudança nesse campo eletromagnético, que é interpretada de forma a gerar impulsos elétricos, como dito anteriormente. Os primeiros captadores tinham uma bobina apenas, e são atualmente chamados de "single-coils", ou "captadores de bobina simples". Eles produzem um som límpido, aberto, cristalino, mas são muito barulhentos. Produzem um "Hum" (ruído), pelo fato de sua bobina ser suscetível de interferências eletromagnéticas externas. 

Para eliminar esse problema, um engenheiro da fábrica de guitarras "Gibson", chamado Seth Lover, inventou um captador de bobina dupla, chamado então de "humbucker". Por estarem as bobinas defasadas uma em relação à outra, o ruído fruto de interferências era cancelado. Porém, por tudo se paga um preço na vida. Os Humbuckers possuem um som mais fechado, mais escuro, apesar de mais encorpado. Perderam o brilho cristalino característico dos captadores de bobina simples.

Atualmente existem diversos tipos de captadores que se situam entre um e outro oposto. Quando se ganha em um "quesito" se perde em outro. Mas basicamente existem dois tipos de captadores, com dois tipos de sonoridades distintas. Os "single-coils", com som aberto e cristalino, sem muito peso ou sustain, com agudos lindos, mas um pouco barulhentos; e os humbuckers, com som mais fechado, sem agudos cristalinos, mas com muito corpo e sustain, além da ausência de "hum". 

Exitem atualmente, entre outros, captadores que sobrepôem uma bobina à outra, de forma a procurar cancelar as interferências indesejáveis, mantendo o cobiçado som de um captador de bobina simples. São os chamados "Noiseless". Eles parecem e soam como captadores de bobina simples, mas na verdade possuem bobinas duplas. Algumas marcas, como a "Fender", produzem captadores excelentes desse tipo .

 

Fender e Gibson

 

Como dito, Fender e Gibson acabaram por definir os sons característicos da guitarra elétrica. Cada marca com características próprias, quase antagônicas entre si. 

As fender são guitarras que usam normalmente "single-coils". As Gibson usam normalmente "humbuckers". Cada uma delas investiu em características nos seus instrumentos que valorizassem ainda mais sua própria sonoridade.

As Fender, por exemplo, usam madeiras que tendem à acentuar as frequências médias e agudas. Já a Gibson usa madeiras que tendem a enfatizar os graves e médios. As fender são construídas com processo onde os braços das guitarras (parte comprida por onde passam as cordas) são aparafusados ao corpo do instrumento, o que dá uma característica mais aberta e estalada ao instrumento. Já as Gibson são construídas com os braços colados ao corpo, o que concede ao instrumento mais "corpo" e "sustain".

Assim, ao ouvir um som de guitarra encorpado, contínuo e rico em graves, pode ter certeza que se trata de uma Gibson, ou uma guitarra de outra marca que copie os seus conceitos. Caso escute um som brilhante, cristalino e estalado, você está ouvindo uma Fender, ou outra marca que copie seus conceitos. Basicamente existem apenas esses dois tipos de sonoridades e características entre as guitarras de corpo sólido. Ou são Fender e Gibson, ou são cópias posteriores de outras marcas. São raríssimas as marcas que conseguem produzir, com sucesso, características e sonoridades diferentes dessas duas.

Mês que vem estudaremos as principais madeiras utilizadas na fabricação de guitarras e suas características. Até lá.

Paz e luz no caminho de todos!

 

 

Confira as dicas anteriores:

 

  As principais guitarras usadas tradicionalmente no blues e suas características - Parte I

  O Timbre

 

Fender Stratocaster com 3 captadores "single coils" e braço aparafusado

 

PRS McCarty com 2 captadores "Humbukers" (bobina dupla) e braço colado

 

Captador "Noiseless" 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz